Novo

Oswald Wirth Tarot - Importado - Oficial Usgames Brasil

340 reales

em 12x 28 reales con 33 centavos sem juros

Anúncio pausado

Características principais

IdiomaInglês
FormatoFísico
EditoraUSGAMES BRASIL

Outras características

  • ISBN: 9780913866528

  • É kit: Não

Descrição

Atenção mesmo com os correios em greve nós entregamos antes do prazo!!!
Para isso basta comprar e pedir para retirar pessoalmente, nós iremos entrar em contato pela caixa de mensagens e te dizer como vai funcionar a entrega mesmo com os correios em greve, mas não esqueça é preciso informar que vc vai retirar pessoalmente!


Produto novo e lacrado - Oswald Wirth Tarot
ATENÇÃO: NO CASO DE COMPRAS PARA O RIO DE JANEIRO AO INVÉS DE ESCOLHER FRETE GRÁTIS ESCOLHA RETIRAR PESSOALMENTE, POIS OS CORREIOS ESTÃO COM PROBLEMAS PARA ENTREGA PARA O RIO, ASSIM PODEREMOS COMBINAR INBOX PARA ENVIARMOS POR TRANSPORTADORA E GARANTIR QUE A ENTREGA SERÁ FEITA, NÃO SE PREOCUPE O FRETE CONTINUA GRÁTIS, MAS SÓ PARA O ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

Editora: U. S. Games Systems
ISBN: 978-0-913866-52-8
Assunto: Baralho, Cartas, Tarô
Origem: Bélgica
Formato: 71 X 132 mm

Descrição
Contém 78 cartas.
Acompanha livreto explicativo em Inglês.

Oswald Wirth, o conhecido ocultista e cabalista suíço (1860-1943), desenhou sua primeira versão dos 22 arcanos maiores, em 1889, baseando-se no Tarô de Marselha e em outros jogos do seu tempo, mas introduzindo algumas modificações com base nos escritos de Eliphas Levi. Essas cartas foram utilizadas para ilustrar O Tarot dos Boêmios, de Papus. Wirth redesenhou suas cartas logo depois, mas essa revisão só foi publicada como ilustrações do seu livro O Tarô dos escultores da idade média (Le Tarot des imagiers du moyen-age), em 1927.

Os arcanos menores não foram desenhados por ele, mas sim criados posteriormente com o propósito de imprimir um jogo de tarô completo.

A cada arcano maior é atribuída uma das 22 letras no alfabeto hebraico, a começar pela letra Aleph associada ao Mago e terminando com Tau para o Mundo e Shin, para o Louco. Essas correspondências são as usuais entre os estudiosos franceses, mas difere das atribuições convencionadas entre os escritores ingleses.